RSS

Mané Garrincha

Hoje, pela manhã, assisti na TV Cultura,um programa sobre o Mané Garrincha. Eu li o livro Estrela solitária, vi o filme que foi feito sobre ele, com o André Gonçalves, o representando, mas nunca tinha visto ele falando tanto sobre a carreira dele. E fiquei emocionada ao ver a sua fala simples e as imagens de seu talento sem igual. Ele, como todo mundo sabe, sofria de uma doença,o alcoolismo. Jogou no Botafogo e com ele conquistou títulos, ganhou duas copas do mundo a de 1958 e 1962, mas a bebida abreviou sua carreira. Ele disse uma frase que eu achei bem bacana, mais ou menos assim, que o futebol não tinha mistério, o jogador com a bola no pé criava o mistério. E quanto mistério ele criou com as pernas totalmente tortas e fazendo jogadas geniais!!Todo jogador que o marcava era um João, e ele deixava os Joões até no chão, sem nenhuma maldade, apenas driblando. Tinha fome de bola. Diferente de muitos de hoje, que tiveram fome, um dia, e jogam hoje, por muito dinheiro. E para finalizar, as palavras de Carlos Drummond:
"Se há um Deus que regula o futebol, esse Deus é sobretudo irônico e farsante, e Garrincha foi um de seus delegados incumbidos de zombar de tudo e de todos, nos estádios."

3 comentários:

Georgia disse...

Oi Vivi, tudo bem? Minha nossa!!! Eu era crianca quando ouvia falar de Mané Garricha e acho que vc nem era nascida ainda.
Minha irma vive em Cabo Frio. Pertinho de você. Adoro isso ai viu.

Boa semana

Grande abraco

Yvonne disse...

Eu tive oportunidade de ver o Garrincha jogar quando era criança. Ele realmente era um deus.
Beijocas

Suzana disse...

Vi, fico sem passar por aqui pouco tempo e vejo o que você produziu nesse tempo:sobre Garrincha, jogador ímpar, a horta e o pomarzinho nosso de cada dia...Lendo isso me animo mais e mais a cuidar das minhas plantinhas no Francês, minhas rosas, o pé de pinha está com duas bebês...Obrigada, mana querida por ser tão jovem e me fazer enxergar coisas tão lindas.Parabéns pelo aniversário que vem aí.
Beijos